Embraer A-29 Super Tucano, Hobby Boss, 1/48

26 de novembro de 2014 2 Por admin

Imagine uma aeronave barata, robusta, de manutenção simples, fácil de operar e muito funcional. Adicione a vantagem desta dessa máquina poder ter várias funções, tais como; ataque leve, reconhecimento armado, apoio aéreo aproximado, interceptação de aeronaves de baixo desempenho, controle aéreo avançado, ligação, observação e treinamento de pilotos. Este avião existe e é de fabricação brasileira,  o Embraer  EMB-314 Super Tucano ou simplesmente A-29.  Seu desenvolvimento foi iniciado em 1991 como Projeto ALX , sendo que a primeira aeronave fez o seu vôo em julho de 1999, como protótipo monoposto YA-29- matrícula FAB 5700. As primeiras aeronaves foram entregues em agosto de 2004, sendo alocadas ao 2º/5º GAv. Esquadrão Joker. A partir dai as vendas para outros países tiveram início, com destaque especial para a Colômbia, cuja força aérea proporcionou ao A-29 seu batismo de fogo em janeiro de 2007, quando uma esquadrilha da Força Aérea Colombiana atacou posições das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC),  situadas dentro da selva, usando bombas Mk.82 no modo CCIP- Continuously  Computer Impact Point- Ponto de Impacto Continuamente Calculado), com absoluto êxito e precisão. Sua tecnologia avançada, novos assentos ejetáveis ,  impressionante performance e  moderna suíte de aviônicos, fazem deste valente guerreiro um orgulho da industria aeronáutica nacional.

A-29, 1/48

Com o código do fabricante 81727, a Hobby Boss  acaba  de lançar este belo modelo em plástico injetado na cor cinza , em baixo relevo. São seis árvores contendo aproximadamente 148 peças, sendo sete transparentes e uma pequena folha de “photo-etched”. O manual de instruções é bem elaborado, sendo que existe uma bela folha à cores, com os esquemas de camuflagem e guia para a colocação dos decais que acompanham o kit que permitem decoração das forças aéreas de três países.

O kit

– O interior do cockpit é bem convincente, sendo que os painéis de instrumentos são em alto relevo, com os decais específicos para serem aplicados nas telas dos displays.

– Os assentos  ejetáveis tem peças extras em “ photo-etched”, que os tornam bem atraentes, para o modelista que optar por fazer a cabine aberta.

– O canopí foi moldado para se construir o modelo com ele fechado, mas o modelista mais experiente, munido de um bom material de pesquisa, poderá fazê-lo aberto, dando mais valor ao trabalho realizado e satisfação pessoal , ao apresentá-lo em concursos e convenções.

Os trens de pouso e porões de rodas são moldados satisfatoriamente  , requerendo um mínimo de trabalho.

– Infelizmente, o fabricante só moldou os 4 pilones das asas, omitindo o ventral, que é muito usado. Realmente uma pena.

Armamentos

– 2 Tanques subalares;

– 2 Bombas de 500 Lbs (250kg) Mk.82 Slicks;

– 2 Bombas de 500 Lbs (250kg) Mk.82 Snakeye;

– 2 Mísseis Sidewinder AIM-9L;

– 2 Mísseis Sidewinder AIM-9P;

– 2 Bombas GBU-12.

Decais

A folha de decais permite decorar o Super  Tucano A-29 nas cores dos seguintes países;

– Força Aérea do Chile – S/N 451

– Força Aérea Colombiana – S/N 3124

– Força Aérea Brasileira (FAB) – S/N 5906

Os prós e contras

Como plastimodelista e brasileiro, me senti honrado em, finalmente, poder ver disponível  no mercado internacional, um kit moldado em plástico e  injetado por uma conhecida  empresa no mundo do nosso hobby, de um avião genuinamente projetado e construído em nosso país. Muito diferente de se comprar um kit utilizado  por nossa  aeronáutica , marinha ou exército e se pintar com a nossa camuflagem padrão e decorar com as nossas marcações. Louvo a Hobby Boss por ter me proporcionado esta satisfação. Obviamente, não podemos esquecer de parabenizar os pioneiros em lançar em nosso restrito mercado, kits de aviões utilizados pela F.A.B  e que não existiam para venda, como por exemplo o D.H Canadian Buffalo da Liberty e o até hoje soberbo Tucano T-27 na escala 1/48 da Duarte Models. Mas, como tudo na vida, os plastimodelistas veteranos ou mais exigentes, irão notar alguns erros no molde do A-29 da Hobby Boss, tais como;

– A parte ventral é totalmente lisa, não tendo a peculiar “ barriguinha” do verdadeiro. Nada que não se resolva com massa plástica e lixa. Dá um pouco de trabalho, mas se resolve sem traumas  a questão.

– Cabide externo demasiadamente longo.

– Porta de cobertura do trem de pouso dianteiro é mais extenso e porão da roda é muito largo (o do T-27 da Duarte é correto).

– Junção das asas com a fuselagem não é das melhores.

E algumas outras coisinhas mínimas. Mas…e dai? São erros que podem ser corrigidos ou até mesmo, ignorados, depende do grau de exigência do plastimodelista. Estamos falando de um hobby, não de uma fixação, não é mesmo? Quando foi lançado o Embraer AT-26 Xavante da Italeri, os tanques de ponta de asas não eram os do tipo usados pela Força Aérea Brasileira (FAB),  lembram-se? Apareceram os tanques corretos em resina. Não existiam decais para  decoração  e ai apareceu o nosso amigo Felipe da FCM Decais e resolveu o problema. Portanto, é uma questão de tempo para que surja no mercado, algum tipo de “Kit de Correção” para sanar todos esses pecados veniais. O primeiro já foi lançado pela AVM Maquetas, do Chile (http://www.avm-maquetas.cl/web/index.php), que disponibilizou a barriga ventral. A Eduard, tradicional fabricante de photo etched, kits e resinas, saiu com algumas cartelas completas de photo etched para interior e exterior, além da máscara pronta para empapelar o canopi e parabrisa.

Mas ninguém pode negar de que o kit é muito bem vindo, preenchendo uma lacuna há muito esperada por nós e por muitos modelistas de todo mundo. Para encerrar, obviamente meu A-29 será decorado com as cores da FAB, mas o próximo, fatalmente, será com a agressiva camuflagem  digital da Força Aérea do Equador! Meu caro Felipe, pense no assunto !