SA.365F/AS.565SA Dauphin II, Kitty Hawk, 1/48

11 de janeiro de 2015 0 Por admin

Por João Paulo Moralez

Finalmente alguns modelos clássicos de aviões e helicópteros foram contemplados com kits de 1ª linha lançados pelos grandes fabricantes de plastimodelismo. São incontáveis os exemplos que acabam por causar dúvidas na hora de comprar este ou aquele kit. Apenas para citar, somente com os jatos foram os Kfir, Mirage F-1, Mirage IIIE, Gripen, e Jaguar, todos em escala 1/48. O North American NA T-6 ganhou um belíssimo modelo em escala 1/32, que logo enfeitarão as mesas nos concursos de plastimodelismo.

JPM_8527
Foto: João Paulo Moralez/revista ASAS

Em termos dos modelos de helicópteros, aquele que se destaca nos lançamentos é o SA.365F/AS.565SA Dauphin II, 1/48, da Kitty Hawk (código KH80108).

É sem dúvidas um dos mais bem feitos e detalhados kits da atualidade, com elevado nível de detalhamento, fácil montagem e, o principal, faz o AS.365K Pantera empregado pela Aviação do Exército Brasileiro.

Na AvEx, ao lado do AS.350L1 Esquilo e AS.550A2 Fennec, o Pantera é o modelo operado em maior número, sendo a encomenda inicial de 36 exemplares com apenas duas perdas em quase 30 anos de operação. Na AvEx são responsáveis pelas missões de infiltração e exfiltração de Forças Especiais, transporte utilitário, transporte de tropas, assalto aeromóvel, transporte aeromóvel, ligação de comando, entre outros. Atualmente os helicópteros estão passando por um programa de modernização que colocará os 36 exemplares novamente em operação, equipados com modernos sensores e aviônicos.JPM_9039
Foto: João Paulo Moralez/revista ASAS

Mas voltando ao kit, o modelo traz 281 peças injetadas em plástico cinza médio, outras 20 transparentes, uma cartela de photo etched com 20 peças (principalmente para o interior) e uma cartela de decais para quatro versões operadas, três da Marinha da França e um desconhecido, num tom de verde e areia semelhante à primeira pintura operada pela AvEx.

O que é muito bom nos kits da Kitty Hawk, e que tem melhorado a cada modelos novo lançado, é o manual de instruções, que não deixa dúvidas nos processos de montagem e ainda dispõe de páginas coloridas impressas em ótima qualidade mostrando o padrão de pintura dos helicópteros, posição dos decais e outras indicações.2015-01-11 13.16.22

O ponto negativo da Kitty Hawk são as caixas do modelo, muito justas e apertadas para acomodar todas as peças. E isso acontece de maneira geral, o que atrapalha demais durante a montagem do modelo, pois as coisas parecem não caber na caixa depois de iniciadas.

O modelo vem equipado com uma série de armamentos, incluindo dois torpedos antissubmarino Mk.46, dois lançadores de foguetes não guiados e outros armamentos que não puderam ser identificados.

O kit possui também o guincho lateral direito para missões de busca e resgate e ainda outros pequenos detalhes que completam impecavelmente o modelo.

Caso você opte em montar o helicóptero nas cores da AvEx, faça uma pesquisa anterior pois alguns acessórios que estão nos modelos franceses não fazem parte da versão operada pelo Exército. Além disso, esse modelo faz a variante não modernizada da AvEx e até o momento não existe nenhum kit de conversão para que o Pantera K2, como tem sido chamado pela AvEx.

No mercado foi lançada uma cartela de photo etched para o antigo kit da marca chinesa Trumpeter. De fato, aquele era um modelo muito pobre e com muitos erros, o que não aconteceu neste caso. Sendo assim, eu não recomendo o uso de photo etched extra neste kit, apenas aqueles que já acompanham o modelo é mais do que o suficiente.

O autor agradece a http://www.hobbyeasy.com pelo envio do kit para o review.