Piratas e Krakens

Piratas e Krakens

15 de agosto de 2015 0 Por admin

Por Guilherme David, de Barra Mansa

Este é um kit da Revell de um típico navio pirata e vem com o nome “Jolly Rogers” que, na verdade, não é um nome de navio e sim como eram chamadas as clássicas bandeiras piratas com as caveiras e ossos cruzados. Estampado na caixa diz “escala 1/72”, mas está mesmo na 1/125 pelas medidas das portas, janelas, canhões, etc.

1- caixa

Iniciei a montagem, pintei uma base de preto fosco e depois a cor principal com alguns tons de marrom.Também pintei detalhes de cobre, as velas, mastros, etc.

Após isso, passei o encordamento e enfim o modelo ficou pronto.

Decidi dar ação para o kit e fiz um modelo de ficção, com o navio sendo engolido por um Kraken. Para isso, tive que adicionar uma base.

O Kraken era um polvo gigante que ameaçava os navios no folclore nórdico. Este cefalópode tinha o tamanho de uma ilha, cem braços e acreditava-se que habitava as águas profundas do Mar da Noruega, que separa a Islândia das terras Escandinavas, mas poderia migrar por todo o Atlântico Norte.

O Kraken tinha fama de destruir navios, mas só destruía aqueles que poluíam o mar e navios de piratas e era uma criatura tão temida pelos marinheiros quanto as ferozes Serpentes Marinhas e as mortíferas sereias.

As histórias de Krakens tinham fundamento, tal como muitas outras histórias de seres fantásticos, numa má observação da fauna, no caso dos Krakens provavelmente em ataques de lulas gigantes ou lulas colossais.

Um bom exemplo dessa teoria são as sereias, cujos responsáveis são os registos visuais de focas de longe, em nevoeiros.

O Kraken foi representado por um destes brinquedos de borracha que são vendidos por aí; geralmente são muito bem moldados, mas eu refiz parte da pintura dele. Os marinheiros são figuras que modifiquei e repintei das minhas caixas de sucatas.