Scud B – A destruição que vem do céu

Scud B – A destruição que vem do céu

12 de março de 2016 0 Por admin

Por Guilherme Castro

Durante a Guerra Fria, a então União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), desenvolveu uma família de mísseis balísticos. O nome Scud foi dado pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), que era uma forma genérica de se referir a qualquer míssil de fabricação soviética nessa categoria. Já os russos os denominavam R-11 , R-17 e R-300.

as-1

A precisão e alcance desses mísseis foram sendo aperfeiçoados com o passar do tempo. Portanto, o Scud é um míssil balístico tático. Sua função é apoiar ações no campo de batalha, tais como saturação áreas de triagem, concentrações de tropas e veículos militares, depósitos estratégicos, aeroportos e, infelizmente, centros urbanos.

Pode transportar em sua ogiva que possui 2,80m de comprimento, armamento explosivo convencional, quimico ou nuclear. Seu sistema de orientação é inercial, baseado em três giroscópios que comandam as quatro palhetas direcionais ajustando a trajetória do míssil. Seu transporte é realizado pelo monstruoso veículo de oito rodas MAZ 543P que na verdade é uma família de possantes veículos, (MAZ 7310 e TEL 9P117M) destinados a rebocar grandes peças de artilharia ou transportes pesados, caminhão bombeiro e guindaste.

Possui um motor diesel D-12A de 525hp, permitindo uma velocidade máxima de 60km/h, quatro eixos de acionamento e um gerador elétrico de 10KW, sendo sua autonomia de 620km. A equipagem completa, veículo lançador e míssil é composta por uma tripulação que pode variar de 3 a 5 homens. Seus usuários mais importantes foram a Líbia, Coréia do Norte, Síria, Iraque, Vietnã, Omã, Azerbaijão e outros paises, com algumas poucas unidades.

 

ARII – AL HUSSEIN SS-1C Escala, 1/48

 Este interessante kit da ARII MODELS é da década de 90, relançado anos depois com tampa de caixa modificada, mostrando o sistema como peça do arsenal iraquiano. Na verdade era originalmente um kit Scud-B R-17 soviético.

Com o código do fabricante A685-2400, é moldado em plástico na cor areia, em baixo relevo contando com 101 peças, 8 pneus em vinil, quatro hastes metálicas que servem de sustentação para as rodas, fios diversos em vinil para servirem de mangueiras de abastecimento para o Scud, duas finas placas de acetato transparente, que servem de janela e três figuras, que representam os operadores iraquianos (moldados com boinas, bigodes e barba!

Todo esse conjunto de 5 sprues, representam quatro para o MAS e apenas 1 para o Scud, propriamente dito. Se o modelista estiver procurando um modelo sofisticado, adquira o da Trumpeter na escala 1/35, que é uma maravilha e custa caro. Este, por sua idade e escala, é um kit super básico, mas que apesar de tudo, é bem interessante.

MONTANDO O SCUD-B

Como ganhei de presente o kit, ofertado pelo amigo Eduardo Natal (também modelista), resolvi sair um pouco da seara de aviação e montar algo diferente. Iniciei a montagem pelo interior, que como já disse, é bem espartano não trazendo nada, além de assentos rudimentares, volante e alavanca. Mas fica tão escuro internamente, que mal da para se ver a cor interior verde clara aplicada.

As duas enormes peças que formam o chassis, se encaixam perfeitamente, devendo o modelista, antes de juntá-las definitivamente, verificar se as janelas (que são fixadas por dentro) estão bem coladas, pois tive o desprazer de abrir o kit depois de montado, pois o acetato não reagiu bem à cola JET. Mas no fim, deu tudo certo.

Depois de tudo certinho, lixado e testado, passei uma camada de “primer”, em preparação para o trabalho de pintura. Como não veio com o kit os decais iraquianos, resolvi pesquisar outras pinturas. Eram muitas, mas a que mais me agradou foi uma camuflada, usada pelos soviéticos nos anos de 1990. Munido de fotos e esquema de cores, iniciei pela parte inferior, pintando de preto fosco e o parachoque na cor Antracite , e hastes hidráulicas em aluminio. A carroceria do veículo transportador MAZ 543P recebeu em alguns locais a cor Russian Sand, assim como a rampa de lançamento do Scud.

Depois de seco, isolei com fita as partes a serem poupadas, recebendo todo o restante uma mão de Russian Mediun Green. O Scud foi pintado em algumas partes na cor amarela, que depois de devidamente isoladas, foram cobertas com a cor FS-35164 Cinza Azulado. A cor preta, distribuida em alguns pontos do kit não foram pintados, são pedaços de decais de minha caixa de sobras, recortadas com tesoura e aplicadas diretamente, com o auxilio de amaciantes de decais.

Em seguida, comecei a fazer alguns efeitos com o aerógrafo Tamiya 74514 Superfine, com pouca pressão e bem fechado. Sobre a cor Russian Sand, apliquei camadas verticais de Middle Stone 21 da Mr. Color.Sobre o Russian Mediun Green , apliquei da mesma maneira Green FS- 34079.

Para encerrar, fiz uns poucos desgastes com pincel seco com a mistura das cores Buffing Metalizer da Model Master e Gun Metal X-10 da Tamiya, com o apoio de uma lapizeira 0,5 e giz pastel de diversas tonalidades. O ultimo passo foi pintar os pneus em vinil. Iniciei com uma aplicação de primer. Em seguida, uma mão de tinta marrom X-9 da Tamiya e apliquei preto fosco.Depois de seco, passei com a ponta dos dedos, camadas de pó de giz pastel na cor marrom, misturado com cinza escuro. Por fim, limpei todas as rodas com um pano seco, para tirar os excessos de pó de giz pastel.

Para selar o trabalho, uma boa camada de verniz fosco Dullcote Lacquer da Testors. Para isolar o trabalho realizado do transportador, lançador e míssil Scud, apliquei FUTURE. Depois de montar todas as peças em seus lugares (encaixe do lançador e míssil na carroceria do MAS, e escadas), fui fazer a montagem das rodas e dos pneus. Infelizmente, as hastes de metal são mais compridas, tendo de ser reduzida em 0,3 mm com a ajuda de um alicate. Ai sim, tudo dentro dos conformes!

Foi só retirar as máscaras das partes transparentes e curtir o trabalho de montagem e pintura. Fiquei muito impressionado com a beleza do kit depois de montado, pois, mesmo tendo kits novos no mercado do Scud nas escalas 1/72 e 1/35, este vai ficar em um local especial de minha vitrine de modelos.